As lesões mais comuns relacionadas com a prática de exercício e a sua prevenção

Saiba como prevenir futuras lesões.

O que são lesões desportivas?

A "lesão desportiva", no seu sentido mais amplo, é aquele que ocorre durante a prática de desporto ou de exercício físico. As lesões relacionadas com o desporto podem acontecer a qualquer pessoa, independentemente da sua experiência ou nível de condicionamento físico. Algumas resultam de acidentes, outras surgem na sequência de más práticas de formação, equipamento inadequado, falta de condicionamento ou insuficientes aquecimento e alongamento.

Conheça os tipos mais comuns de lesões desportivas:

Entorses e distensões musculares

A entorse é um estiramento e / ou rutura de um ligamento, a banda fibrosa de tecido conjuntivo que une o final de um osso com o outro osso ao redor das articulações. Os ligamentos apoiam e estabilizam as articulações do corpo.

As entorses costumam ocorrer associadas a um movimento atípico, geralmente rotacional, por exemplo quando uma pessoa cai, torce ou é atingida de uma forma que obriga o corpo a sair da sua posição normal. O tipo mais comum de entorse é uma torção no tornozelo.

A distensão é uma lesão de um músculo e / ou tendão. Os tendões são cordões de tecido fibroso que prendem os músculos aos ossos. A distensão é uma lesão aguda que acontece sem que haja normalmente contacto direto, resultando sim de dum estiramento ou de uma contração excessiva. Movimentos repetitivos e frequentes, como aqueles que são usados no ténis, no remo e no golfe, podem levar a distensões da mão e do antebraço.

Ruturas dos ligamentos que sustentam as articulações
Lesões dos ligamentos são muito comuns nos atletas e podem ocorrer em qualquer articulação. O joelho e tornozelo são particularmente vulneráveis.

Lesões dos tendões que suportam as articulações e permitem que elas se movam
A tendinite, uma condição degenerativa causada mais frequentemente por excesso de uso, é a causa mais comum de lesões no tendão. Uma lesão do tendão pode predispor para uma rutura do mesmo.

lesões no menisco banner

Lesões articulares – luxações e subluxações
As articulações mais suscetíveis de serem deslocadas são as articulações da mão. Aparte estas, a articulação que sofre mais frequentemente luxações ou subluxações é o ombro. Não é comum acontecer em joelhos, quadris e cotovelos.

Fraturas ósseas (incluindo vértebra)
Uma fratura é uma rutura no osso que pode ocorrer tanto a partir de um único e rápido golpe (fratura aguda) ou de um desgaste do osso ao longo do tempo (fratura por stress).

Independentemente da estrutura específica afetada, as lesões desportivas músculo esqueléticas são geralmente classificadas como agudas ou crónicas.

Lesões agudas
As lesões agudas são geralmente causadas por um único evento traumático, de alta velocidade (por exemplo, no futebol) ou contacto de corpo inteiro (por exemplo, futebol americano, wrestling).

As lesões agudas, como uma torção no tornozelo, dores nas costas ou uma mão fraturada, ocorrem de repente durante a atividade. Os sinais de uma lesão aguda incluem o seguinte:

• dor súbita e severa
• inchaço (= edema)
• incapacidade de colocar peso num membro inferior
• extrema sensibilidade num membro superior
• limitação de movimento da articulação
• fraqueza muscular extrema
• deslocamento visível ou rutura de um osso.

Lesões crónicas
As lesões crónicas resultam, geralmente, do uso excessivo de uma área do corpo durante a prática de um desporto, ou exercício, por um longo período de tempo. As lesões por sobrecarga são encontradas frequentemente em desportos de baixo contato que envolvem longas sessões de treino ou um mesmo movimento repetido várias vezes (por exemplo, corrida de longa distância, remo, natação). Normalmente acontecem devido a erros de treino (muita atividade física e demasiado depressa) e/ou técnica inadequada.

São sinais de uma lesão crónica:
• dor ao realizar uma atividade
• dor em repouso
• inchaço (= edema).

Eis algumas recomendações para evitar lesões durante o treino:

• Cada treino deve começar com um aquecimento e terminar com um período de arrefecimento/cool down. Faça exercícios de aquecimento não apenas antes de atividades vigorosas, como correr, mas também antes de atividades menos vigorosas, como o golfe.
Não exagere. Especialmente, quando começa uma rotina de exercícios ou inicia um novo programa de treino, comece devagar. Depois, gradualmente, vá construindo a intensidade, duração e frequência.

• Use as superfícies mais suaves que estejam disponíveis. Corra em superfícies planas. Correr em planos inclinados pode aumentar a tensão sobre o tendão de Aquiles e sobre a própria perna.

• Use sapatos de tamanho adequado que forneçam absorção de choque e estabilidade.

Tratar lesões do treino
Se desenvolver uma lesão no treino, o protocolo RICE (Rest, Ice, Compression, Elevation) é útil na maioria dos casos.

Rest: O repouso da atividade que causou a lesão é essencial e poderá ser importante; usar canadianas para reduzir o peso sobre a perna. Evitar quaisquer esforços físicos que provoquem dor na zona lesada;

gelo

Ice: O gelo aplicado durante cerca 20 minutos, repetindo a aplicação de 2 em 2 horas durante as primeiras 24 horas; de cada vez, várias vezes por dia é uma boa ajuda. O gelo não deve ser aplicado diretamente na pele.

Compression: A compressão reduz o inchaço e pode ser obtido como uma banda de compressão.

Elevation: A elevação da perna acima do nível do coração facilita o retorno venoso e ajuda na redução do inchaço (=edema).
Repouso local, através do uso de canadianas se a zona lesada se localizar no membro inferior ou de um cabresto (dispositivo para colocação do braço ao peito), no caso de se localizar no membro superior.

A maioria das lesões de treino curam-se a si próprias em 4 semanas ou menos. Se a lesão não melhorou dentro de uma semana, ou se piorar, procure assistência médica. E use sempre o bom senso. Se estiver preocupado(a) com a lesão, é melhor consultar um médico.

Thordis Berger
CMO - Chief Medical Officer - Portugal

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Categoria Tags