Dieta: 4 benefícios do jejum

Preso a uma dieta sem resultados? Conheça as razões para tentar o jejum alternado para perder peso e ganhar mais saúde.

Os nossos pais e os anúncios de cereais repetem-nos vezes sem conta que o pequeno-almoço é a “refeição mais importante do dia”. A comunidade que apoia o fitness e a vida saudável defende os benefícios da primeira refeição do dia – mas será que tem mesmo todos os benefícios que apregoam?

Estudos demonstram que o jejum – i.e., saltar algumas refeições e não comer durante um determinado período de tempo – pode trazer vantagens para o corpo e para a saúde. A forma mais comum deste horário de refeições é o jejum alternado, uma dieta padronizada em que apenas come durante um certo período de tempo (por exemplo, do meio-dia às 20h), ou salta duas refeições num dia da semana, não comendo durante 24 horas.

Mas como funciona o jejum alternado? E por que razão é bom? Aqui ficam quatro benefícios do jejum:

1. Queima gordura

Quando ingere uma refeição o corpo processa-a nas horas seguintes. Ou seja, queima a energia dos alimentos que consumiu – basicamente a glucose na corrente sanguínea ou glicogénio presente nos músculos e no fígado – ao invés da gordura que acumulou. Quando está em jejum, não existem alimentos para usar com energia, por isso é provável que o corpo recorra à energia presente na gordura. Para potenciar o jejum “queima gorduras”, faça exercício! Sem glucose e glicogénio, o seu corpo será forçado a queimar ainda mais energia da única fonte disponível – a gordura das células.

2. Acelera o metabolismo

Restringir os alimentos durante um curto período de tempo pode melhorar a sua saúde metabólica. Está provado que o jejum alternado é mais eficaz que a restrição de calorias a longo prazo. Ajuda o seu corpo a eliminar resíduos e toxinas que se acumulam nas refeições, purificando os órgãos internos para um metabolismo mais rápido. O jejum é particularmente benéfico para quem tem sistemas digestivos mais lentos: proporciona uma pausa ao estômago e intestinos, ajudando a torná-los mais regulares.

3. Melhora os hábitos alimentares

Quando foi a última vez em que verdadeiramente sentiu fome? Para muitos, as “dores” da fome podem ser mais psicológicas do que físicas. O jejum regular pode ajudar a mudar a atitude em relação à comida, ajudando a perceber o que o corpo precisa realmente de ingerir para funcionar. Durante um jejum irá sentir fome real e, no que conta à refeição seguinte, vai saber melhor do que nunca.

4. Reforça o sistema imunitário

O poder do jejum foi estudado pelos investigadores da Universidade do Sul da Califórnia, que descobriram que fazer uma interrupção de apenas três dias na dieta alimentar pode regenerar todo o sistema imunitário. A fome induz as células indiferenciadas a produzirem novos glóbulos brancos para combater infeções. As partes danificadas e mais antigas do sistema imunitário são descartadas durante o jejum, e estudos demonstram que fazer jejum durante 72 horas é o suficiente para ajudar a proteger os pacientes de cancro contra os efeitos secundários da quimioterapia.

Holmes Place Internacional

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!


Categoria Tags