Dieta: Diferenças Nutricionais do Chocolate

Chocolate preto, de leite, branco ou cacau em pó? Qual o melhor para a sua dieta alimentar?

Numa altura em que está na moda o consumo de chocolate preto e que se coloca de parte os restantes chocolates (o branco e o de leite) por, ao que parece, não serem adequados a uma boa dieta alimentar, torna-se importante percebermos se é mesmo assim e quais as diferenças entre os diversos tipos de chocolate.

O chocolate teve origem no México e, começou por ser utilizado como afrodisíaco, acessível apenas aos mais influentes e ricos, e anos depois a ser servido com o chá e o café. Atualmente, o cacau, componente do chocolate, tem recebido atenção por se verificar que quando se consome de forma diária e moderada há uma menor prevalência de aterosclerose, diabetes tipo 2 e hipertensão.

Os efeitos do cacau devem-se em parte aos antioxidantes que este contém, como por exemplo os polifenóis presentes neste em maior quantidade do que no chá e no vinho. Estes têm efeitos inibitórios na ação dos radicais livres, podendo por este motivo ter um efeito protetor no desenvolvimento de cancro.

chocolate em p

O cacau é composto aproximadamente por 33% de ácido oleico (monoinsaturado), 33% ácido esteárico (saturado) e 25% de ácido palmítico (saturado). O ácido oleico tem efeitos positivos nos lípidos sanguíneos, nomeadamente na diminuição do LDL (“mau colesterol”) e no aumento do HDL (“bom colesterol”). Apesar da maioria da gordura saturada, como o ácido palmítico, ter um efeito adverso no colesterol total e no LDL, o ácido esteárico não apresenta este efeito. De toda a gordura presente no cacau, apenas 25% desta é que tem efeito nefasto.

O cacau, componente do chocolate, é também rico do ponto de vista de micronutrientes, uma vez que apresenta vários minerais como o potássio, fósforo, cobre, ferro, zinco e magnésio.

A presença destes compostos no chocolate depende de diversos fatores tais como a percentagem de cacau, a sua origem, a fermentação e o processo de fabrico. Verifica-se a maior quantidade de antioxidantes no cacau em pó, seguido do chocolate preto e por fim o chocolate de leite. O chocolate branco, como tem apenas manteiga de cacau e açúcar, possui uma quantidade muito reduzida destes compostos.

chocolate_vários

O chocolate para além das substâncias benéficas apresenta também quantidades elevadas de gordura e açúcar tornando-se um importante fornecedor de calorias quando consumido regularmente e em grandes quantidades.

Existem diferenças entre os vários tipo de chocolate que habitualmente consumimos:
tabela_diferença_chocolates
O que se verifica, conforme a tabela, é que o chocolate preto apresenta maior quantidade de gordura e uma menor quantidade de açúcar em relação ao chocolate de leite e ao branco, pelo que se torna um chocolate com mais calorias. No entanto, o cacau apresenta uma menor quantidade de açúcar em relação ao chocolate preto.
Apesar do chocolate preto ter uma maior percentagem de gordura este não é apenas cacau, sendo uma mistura entre manteiga de cacau e cacau, podendo ainda serem adicionados óleos e açúcar.

chocolate_negro

Assim sendo, porque é que na nossa dieta alimentar devemos dar prioridade a um chocolate com uma maior quantidade de cacau?

Em primeiro lugar deve-se ao facto de ter uma maior quantidade de cacau e por sua vez ter uma maior quantidade dos compostos apresentados, nomeadamente de antioxidantes e minerais. Por outro lado, tem uma quantidade menor de açúcar em relação aos outros chocolates, pelo que é menos “viciante”. E por fim por ter um teor de gordura superior, esta torna-se mais saciante.

No entanto, para evitar o consumo de açúcar e gordura, mantendo o sabor do chocolate pode optar por cacau em pó ou cacau em pepitas.

Apesar dos benefícios inumerados, devemos ter em atenção a quantidade adequada que devemos ingerir de chocolate diariamente e para isso o ideal será recorrer à ajuda de um nutricionista.

Referências bibliográficas:
1 - Latif, R. Chocolate/cocoa and human health: a review. The Netherlands journal of Medicine. 2013:71:63-8.
2 - Lee KW, Kim YJ, Lee HJ, Lee CY. Cocoa has more phenolic phytochemicals and a higher antioxidant capacity than teas and red wine. J Agric Food Chem. 2003;51:7292-5.
3 - Vinson JA, Proch J, Zubik L: Phenol antioxidant quantity and quality in foods: cocoa, dark chocolate, and milk chocolate. J Agric Food Chem. 1999;47:4821-4.
4 - Ashton J, Ashton S. Why chocolate is a health food. In: A Chocolate a Day: Keeps the Doctor Away. New York, NY: Thomas Dunne Books/St. Martin’s Press; 2003:39-52.

Jennifer Oliveira e Margarida Pombo
Nutricionistas Holmes Place Avenida Defensores de Chaves

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Categoria Tags