Dieta vegan: benefícios

Sabe em que é que consiste a dieta vegan e quais são os seus benefícios? Leia o nosso artigo e esclareça as suas dúvidas.

A dieta vegan tem-se tornado cada vez mais popular. Os adeptos são sobretudo jovens do sexo feminino. Temáticas como sustentabilidade ambiental, ética animal, benefícios para a saúde e preocupação pela qualidade dos alimentos estão na base de mudanças de estilo de vida e dieta alimentar destas pessoas.

Uma dieta vegetariana está associada a vários benefícios para a saúde pelo seu elevado conteúdo em fibra, ácido fólico, vitamina C e E, potássio, magnésio, vários fitoquímicos e maior teor de gordura insaturada. A dieta vegan é um tipo de dieta vegetariana, que prevê a exclusão total de produtos de origem animal. Carne, peixe, ovos ou lácteos não fazem parte desta dieta. Cereais integrais (arroz integral, millet, aveia, cevada), leguminosas (grão-de-bico, feijão, lentilhas), tofu, tempeh, seitan, frutos oleaginosos, vegetais, frutas e sementes integram habitualmente este tipo de alimentação.

dieta vegan1

Os vegetarianos parecem ter um risco significativamente menor de morte por doença cardíaca isquémica (29%) e menor incidência de cancro (18%) comparativamente a não vegetarianos. De acordo com uma revisão sistemática publicada, em 2016, no Food Science and Nutrition, a dieta vegan confere uma redução significativa do risco de incidência de cancro.

Segundo um estudo de revisão publicado no American Journal of Clinical Nutrition, os vegans tendem a ser mais magros, a ter valores mais baixos de colesterol sérico e de pressão arterial, menor risco cardiovascular e menor incidência de diabetes tipo 2, isto por comparação com outro tipo de dietas vegetarianas (por exemplo, a lactovegetariana, que prevê inclusão de lácteos).

dieta vegan2

De acordo com a American Dietetic Association, uma dieta vegetariana bem planeada, incluindo a dieta vegan é saudável, nutricionalmente adequada e pode ser benéfica na prevenção e tratamento de algumas doenças. É apropriada para indivíduos em diferentes estadios de vida, incluindo gravidez, lactação, infância e adolescência. Pode também ser adequada para atletas. Contudo, é importante monitorizar adequadamente alguns nutrientes como proteína, vitamina B12, cálcio, vitamina D, zinco, ferro e ácidos gordos omega-3. Por isso, aconselhe-se com o seu nutricionista.

Referências bibliográficas:
Craig, W. J. (2009). Health effects of vegan diets. American Journal of Clinical Nutrition , 89, 1627S–33S.
Fraser, G. E. (2009). Vegetarian diets: what do we know of their effects on common chronic diseases. American Journal of Clinical Nutrition , 1607S–12S.
Monica Dinu, R. A. (2016). Vegetarian, vegan diets and multiple health outcomes: a systematic review with meta-analysis of observational studies. Critical Reviews in Food Science .
Position of the American Dietetic Association: vegetarian diets. (2009). Journal of the American Dietetic Association , 109, 1266-1282.
Tao Huang, B. Y. (2012). Cardiovascular Disease Mortality and Cancer Incidence in Vegetarians: A Meta-Analysis and Systematic Review. Annals of Nutrition and Metabolism , 60, 233–240.
Joana André
Nutricionista (1971N – Ordem dos Nutricionistas)

Temos uma oferta especial para si. Preencha o formulário abaixo.


Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Exclusivo: Oferta de 2 dias para 2 pessoas

Preencha os seus dados

Categoria Tags