Diminua as crises de ansiedade

Sofre de crises de ansiedade? Descubra como o exercício físico pode ajudar.

A ansiedade, também conhecida como nervosismo, é uma caraterística biológica do ser humano que se manifesta antes de momentos de perigo e/ou desconforto, real ou imaginário, através de reações corporais desagradáveis, como a sensação de vazio no estômago, aumento dos batimentos cardíacos, aperto do tórax ou transpiração.

Em casos patológicos, quando a frequência e a intensidade das manifestações aumentam, a vida do indivíduo é afetada, nas suas relações pessoais e sociais podendo também afetar a sua vida profissional.

A evolução do exercício físico como promotor de saúde vem desde há pouco mais de um século, quando este era encarado como rotina do dia a dia das pessoas (cortar lenha, fazer longas caminhadas para o trabalho, etc). Com as mudanças socio-culturais, ocorridas com a evolução dos tempos, observou-se uma mudança de hábitos por parte do ser humano causados pelo aumento da carga horária, postos de trabalhos mais sedentários, obesidade e stress refletindo-se na saúde e bem-estar da população.

Esta mudança de hábitos aumentou também a preocupação em atingir uma vida mais saudável, através da prática de exercício físico, baseando-se nos seus benefícios:

• Diminuição da frequência cardíaca de repouso;
• Aumento da flexibilidade, força, resistência aeróbia e anaeróbia;
• Diminuição do risco de patologias cardiovasculares e ortopédicas;
• Redução da fadiga e ansiedade;
• Aumento da autoestima;
• Aumento da capacidade de resposta do sistema nervoso;
• (…).

Quando aplicados à área emocional, estudos sugerem que a atividade física pode ser um meio alternativo excelente para libertar tensões, emoções e frustrações acumuladas.

Exercício físico_ansiedade1

Apesar de não se poder afirmar exatamente qual o mecanismo de ação do exercício sobre a área emocional, existem algumas teorias propostas para explicar esses fatores.
Baseado em mecanismos psicológicos verifica-se que o exercício tem a capacidade de transformar sentimentos e pensamentos negativos em positivos, havendo uma melhoria na autoestima da pessoa, uma maior interação social e uma maior distração das preocupações do dia a dia.

Os mecanismos fisiológicos, que aumentam durante o exercício físico são:

  • aumento da produção de neurotransmissores (serotonina, dopamina e norepinefrina) de efeito anti-depressivo e de endorfinas (reduzem a dor e produzem um estado de euforia)
  • aumento da aptidão cardiovascular
  • aumento da temperatura corporal (efeito tranquilizador)
  • aumento do relaxamento muscular
  • efeito muito positivo na diminuição da ansiedade

Vários estudos apontam que a prática regular de exercício físico, devidamente prescrito e personalizado, contribui para uma melhoria do bem estar físico e psicológico. Individual ou em grupo, muitas ou poucas vezes por semana, deixe-se contagiar por todas as vantagens acima descritas e melhore a sua qualidade de vida.


Glossário:
Neurotransmissores: qualquer agente químico especializado libertado por uma célula pre-sinaptica que estimula ou inibe a célula pos-sinaptica
Serotonina: neurotransmissor inibitório da ansiedade e indutor do sono.
Dopamina: nurotransissor excitatório que aumenta a resposta motora
Norepinefrina: neurotransmissor excitatório ou inibitório que controla a resposta da ansiedade, sono e humor
Endorfinas: moléculas que regulam a sensação de dor

Sara Pereira
Fitness Manager Trainee Holmes Place Braga

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário e partilhe com os seus amigos.

Categoria Tags