Emagrecer através da meditação

É possível emagrecer através da meditação?

Quantas calorias são necessárias para emagrecer? Será a meditação uma boa opção? Serão as calorias ingeridas as verdadeiras culpadas?

Ao estabelecer um programa de exercício, a meditação poderá fazer parte do mesmo, oferecendo um escape ao ritmo acelerado do quotidiano.

O excesso de informação, não permite consciencializar sobre as necessidades de cada um, andamos absorvidos entre trabalho, rotinas, poucas horas de sono, filhos, e esquecemos da nossa essência, descompensando a dieta alimentar que passa para 2ª plano, desencadeando desequilíbrios metabólicos.

A meditação surge como um meio de aquietar a mente, respirar com calma e de forma plena, com consciência de cada movimento pulmonar, desligar a mente da confusão, concentrar no corpo físico e de que forma é que ele se encontra, descontraindo-o e alinhando-o da raiz até ao topo.

Ao meditar, deveremos estar numa posição confortável, mantendo a coluna ereta, e em simultâneo sentir todo o corpo descontraído, os ombros relaxados, a cabeça alta e procurar fechar os olhos de forma suave e descontrair os maxilares. Ouvir e sentir a respiração calma e tranquila, deixando os pensamentos correrem mas sem dar importância, procurando mantê-los cada vez mais longe e concentrando-se apenas em cada ciclo respiratório, cada vez mais longo e tranquilo.

emagrecer meditação

Esta quietude permite a energia vital correr todo o corpo, dando a sensação de plenitude e de felicidade, permitindo clarificar a mente e dar importância à essência da vida.

Ao meditar, é possível consciencializar como estamos, como nos sentimos, como respiramos e como nos alimentamos.
De forma a conseguir emagrecer, a tomada de consciência sobre o que comemos e como nos alimentamos é fundamental!

Começamos pela seleção dos alimentos, dando preferência às frutas e aos legumes, procurando excluir os açúcares e salgados, assim como gorduras saturadas e álcool. A forma de cozinhar é essencial, privilegiando alimentos grelhados, cozidos e ao vapor. Deve ainda ingerir 1 a 2 litros de água diariamente.

A meditação surge aqui como um meio de consciencializar o que comemos e como comemos, e sobretudo, a sensação que temos ao nos alimentarmos.

Da mesma forma que utilizamos a meditação para sentir a nossa respiração, também podemos repetir este procedimento quando nos alimentamos, de forma calma e tranquila, saboreando cada alimento, cada dentada, degustando com prazer, emitindo uma boa salivação, e controlando cada alimento que ingerimos.

A persistência conduz a uma melhor qualidade da alimentação, excluindo aos poucos os alimentos supérfluos e desnecessários ao nosso bem-estar, dando cada vez mais importância aos nutrientes essenciais e corrigindo aos poucos os erros nutricionais.

Cristina Jorge
Personal Trainer Holmes Place Quinta da Beloura

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Categoria Tags