Exercícios para lesões no menisco

Teve uma lesão no menisco? Descubra os exercícios que deve fazer para recuperar da lesão.

O joelho é uma articulação das mais complexas em termos da biomecânica do corpo humano, estando sempre suscetível a sofrer lesões, tanto traumáticas (acidentes e quedas), quanto degenerativas (desgaste e envelhecimento). Neste artigo, vamos abordar o menisco: o que é o menisco, as causas mais comuns de lesões e alguns exercícios no processo de recuperação da lesão.

Os meniscos são estruturas de formato circular em forma de meia lua que exercem funções importantes na articulação do joelho como auxiliares na lubrificação articular, ajudam a distribuir as forças de sustentação do peso (atuam como amortecedores) e ajudam a aumentar a congruência articular.

Estas são as principais funções dos meniscos: importantes estruturas responsáveis pela estabilidade da articulação. A sua lesão origina disfunções articulares em grande parte da população, podendo ocorrer de forma isolada, ou associada a outras estruturas (o trauma meniscal está frequentemente associado à lesão do Ligamento Cruzado Anterior, LCA).

A ausência do menisco leva à perda da biomecânica adequada do joelho e consequente artrose precoce.


lesões no menisco_texto


Causas da lesão

A mais comum é a combinação da sustentação do peso com rotação interna, ou externa, quando dobramos e estendemos a perna. Rotações fortes e rápidas quando o joelho está semi fletido e o pé apoiado no solo, mudanças de direção muito rápidas e o simples calçado são também causas comuns de lesão.

No caso do calçado inadequado deve-se ao facto de serem exercidas pressões desadequadas e constantes no menisco, o que pode levar a um desgaste mais acentuado numa zona específica da estrutura.

A lesão no menisco pode ser total ou parcial e pode provocar dor e inchaço na área afetada, pelo que é de extrema importância a consulta de um médico da especialidade para que seja medido o grau da lesão e efetuada a respetiva prescrição de reabilitação do menisco.


Sintomas

Sintomas iniciais: dor imediata na linha articular e uma “travagem” do joelho próximo da extensão total.

O atleta pode queixar-se de incapacidade para o agachamento ou para realizar mudança de direção durante a corrida. Podem observar-se também “estalidos” no joelho. O diagnóstico deve ser feito imediatamente após a lesão, com testes específicos antes que a ação muscular de proteção, e o edema, escondam o formato do joelho.


Considerações para reabilitação

A cura espontânea do menisco é rara mas pode ocorrer em alguns casos.
Não havendo dor profunda e após aconselhamento médico, o paciente poderá efetuar alguns exercícios de baixo impacto e que não provoquem a hiper-flexão do joelho.

Deve haver um acompanhamento dos sintomas e caso estes se agravem, deve ser realizada uma nova avaliação por parte do médico.
Deve-se trabalhar a estrutura adjacente à articulação, como os músculos e tendões da coxa e perna, de forma a fazer um refortalecimento muscular à volta da articulação.

No caso de haver necessidade de cirurgia o processo será mais demorado dependendo do grau da lesão e do indivíduo, mas normalmente leva entre 2 a 4 meses a ser curado.

Processo de reabilitação

Tratamento não-cirúrgico: Após aconselhamento médico, podem ser realizadas atividades sem impacto como: bicicleta ergométrica, piscina para condicionamento cardiovascular e, gradualmente, ir iniciando a corrida. Exercícios de fortalecimento muscular e alongamentos dos músculos que envolvem o joelho são adequados.

Em caso de operação, e após aconselhamento do médico da especialidade, o indivíduo começa a progredir para a sustentação do peso (assim que tolerado) até recuperar a extensão total, caminhar sem mancar e sem déficit de extensão.
A piscina é um dos meios mais recomendados para a recuperação pós-operatória. Devido à água suster o peso do corpo e funcionar como uma resistência móvel.

Exercícios para restabelecimento da amplitude articular: deslizamentos na mesa e contra a parede, deslizamento ativo-assistidos e bicicleta ergométrica, podem ser iniciados imediatamente após a cirurgia, associados às séries de exercícios para os quadríceps.

Deve começar a fazer o treino funcional propriocetivo - treino de Fitness que permite ao corpo manter estabilidade e orientação enquanto se movimenta.


Toda e qualquer lesão pode criar desequilíbrios nas estruturas, Osteo-Articular ou Músculo-Esquelética, pelo que todo o corpo deve ser tido em conta no processo de regresso à vida ativa[/b]

  • Não existir aparecimento de edema após a atividade.
  • Arco de movimento total recuperado.
  • Níveis de força dos extensores e flexores do lado lesionado igual ao lado não lesionado.
  • Atleta conseguir realizar com sucesso os testes de desempenho funcional.

Toda e qualquer recuperação de lesão depende do grau da mesma, do individuo, e do processo de reabilitação que deve ser prescrito pelo Especialista Médico.
Existindo aconselhamento para fazer ginásio é recomendado que o individuo seja acompanhado por um Personal Trainer durante o processo de recuperação.

Artigo Realizado por:
Joana Oliveira – Personal Trainer Holmes Place Avenida da Liberdade
Bruno Gonçalves – Personal Trainer Holmes Place Avenida da Liberdade

Oferta de 1 avaliação diagnóstico feita por um fisioterapeuta. Preencha o formulário abaixo.


Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário e partilhe com os seus amigos.

Oferta de uma avaliação diagnóstico feita por um fisioterapeuta

Disponível em todos os clubes Holmes Place

Categoria Tags