Fitness: Dores de pescoço nos exercícios de abdominais

Durante o seu treino de fitness execute corretamente os exercícios de abdominais e evite as comuns dores de pescoço.

Estando a fase das resoluções de ano novo quase ultrapassada, encontramo-nos a caminhar para a fase pré-verão. Altura onde os níveis globais de exercício físico aumentam exponencialmente com o intuito de encobrir alguma falta do mesmo durante a época balnear. Assim sendo, nada melhor do que umas dicas para uma prática correta dos exercícios de fitness.

Seja após uma corrida para “fazer mais qualquer coisinha”, seja na musculação ou ainda para perder barriga (mito que há muito os profissionais do exercício físico tentam abolir), o exercício abdominal é uma constante do treino da maioria dos praticantes de atividade física. No entanto, muitos dos que optam por fazer abdominais também os colocam de parte rapidamente pelo desconforto causado no pescoço. Desconforto esse, consequente de uma má execução dos exercícios.

A coluna cervical, constituída por 7 vértebras (ossos com forma específica) inseridas na zona do pescoço, tem como principal função suportar a cabeça e garantir a mobilidade da mesma de forma segura. Perante isto e pensando no nosso quotidiano, verificamos que a coluna cervical e a musculatura envolvente tentam assegurar uma posição neutra da cabeça não estando esta naturalmente fletida ou estendida em posição bípede. Ou seja, os músculos que rodeiam o pescoço trabalham de forma equilibrada e distribuída para manter a cabeça direita durante a maior parte do nosso dia-a-dia.

Quando realizamos exercícios de abdominais, essencialmente, em decúbito dorsal (deitados de barriga para cima) com flexão do tronco, uma incipiente consciência corporal origina, frequentemente, uma inconsciente flexão ou extensão exagerada e vigorosa do pescoço durante um largo período de tempo. A acumulação da fadiga tende a agravar a má execução levando a um erro muito comum de apenas fletir o pescoço e não o tronco, movimento responsável pelo trabalho abdominal.

Para que da próxima vez que faça exercícios de abdominais não sinta desconforto no pescoço e sim no abdominal, deve ter em atenção três pontos:

  • Como em qualquer exercício, assegurar uma cadência (velocidade de execução) que permita realizar o movimento de forma controlada, logo mais passível de percecionar incorreções;
  • Assegurar um correto movimento do tronco, isto é, procurar aproximar o esterno do umbigo levantando as omoplatas da superfície de apoio;
  • E ainda assegurar a posição neutra da cabeça, focando-se em ativar parcialmente os músculos da zona anterior do pescoço e não de forma exagerada, evitando levar o queixo ao peito mas acompanhando o movimento do tronco.

Exercício realizado de forma incorreta:

abdominal incorreto pequeno

Exercício realizado de forma correta:

abdominal correto

Se ainda assim as dores de pescoço perdurarem, há alternativas igualmente válidas e frutíferas de trabalhar o abdominal e bastante benéficas para a postura. Como exercícios estáticos, por exemplo, a prancha, ou exercícios complexos envolvendo várias estruturas anatómicas que obrigam a uma elevada ativação abdominal para contrariar o desequilíbrio, por exemplo, o lunge.

Sendo o mais importante manter-se ativo fisicamente, nada como o fazer da forma correta e sem desconforto. Bons treinos!

Diogo Andrade
Personal Trainer Holmes Place Algés

Gostou deste artigo? Deixe-nos o seu comentário.

Partilhe com os seus amigos!

Categoria Tags