Porque falham as dietas?

Há pelo menos quatro grandes razões por trás das tentativas falhadas de emagrecimento, defende a especialista norte-americana em perda de peso, Jessica Bartfi eld.

Para Jessica Bartfield, médica especializada em nutrição, a questão da perda de peso é bastante mais complexa do que o equilíbrio entre calorias ganhas e calorias gastas. Talvez por isso apenas 20% das pessoas conseguem atingir os seus objetivos na balança. «Fazer dieta é como andar de bicicleta, requer prática e uma boa instrução», refere ao Science Daily.
Em matéria de peso, o conhecimento é uma ferramenta essencial. A médica, que conta ter-se apaixonado pelo tema da obesidade durante o seu curso de medicina, partilha quatro motivos responsáveis pelas tentativas frustradas de perder peso.

1. Desvalorizar as calorias consumidas

«A maior parte das pessoas (até mesmo os especialistas!) desvaloriza o número de calorias que consome por dia. Escrever tudo o que se come, incluindo bebidas, snacks, petiscos, pode aumentar a consciência das calorias ingeridas. Tenha em atenção as doses e utilize colheres e chávenas de medida para servir os alimentos, de forma a manter as porções razoáveis. Nas refeições fora de casa, as doses tendem a ser muito maiores e com um número superior de calorias.
Procure informação nutricional sobre a sua refeição de take-away ou do restaurante e selecione uma refeição saudável, antes de pegar no telefone para encomendar.»


2.A desculpa do exercício

«Regra geral, é necessário cortar 500 calorias por dia para perder um grama de gordura por semana. É difícil alcançar isto apenas através do exercício. Um desafio mais fácil de alcançar seria tentar aumentar a atividade física ao longo de vários dias até atingir um total de 30 minutos de exercício moderado a intenso, na maior parte dos dias da semana. Compre um pedómetro e registe os seus passos, procure fazer 10 000 passos por dia. Mas atenção, o exercício não é uma desculpa para comer mais!»

3. Má gestão dos horários de refeições

«É importante manter o nível de glucose estável ao longo do dia, para regular a energia e prevenir a desaceleração do metabolismo. Tome o pequeno-almoço todos os dias até uma hora após acordar e faça um lanche saudável com intervalos de três a quatro horas. Tente não ultrapassar as cinco horas sem ingerir uma refeição ou um alimento saudável, de forma a estabilizar o metabolismo.»

4. (Pouco) sono

«Estudos demonstram que as pessoas que dormem menos de seis horas por dia têm níveis mais elevados de grelina, uma hormona que estimula o apetite, particularmente por hidratos de carbono de elevado índice glicémico (provocam picos de açúcar). Além disso, menos sono eleva os níveis de cortisol, uma hormona do stress que pode levar ao aumento de peso», explica ao Science Daily.

Categoria Tags