Testemunho: Marina San Bento, Parque das Nações

Conheça a história da Marina San Bento.

Nunca fui uma pessoa muito dada a exercício físico. Só de pensar em ginásios ficava de imediato cansada! Na verdade enquanto a juventude nos habita o corpo, não é difícil deixar os dias passar numa preguiça indolente - o corpo é naturalmente firme e, pelo menos no meu caso, podia comer latas de leite condensado seguidas sem engordar um grama...

Mas o tempo passa e, ainda que de forma silenciosa, deixa marcas - um dia acordamos e já não somos naturalmente magros, nem tão pouco firmes. O espelho devolve-nos uma imagem que estranhamos, e passamos a vida a perguntar "mas que diabo aconteceu aqui ???"

Em desespero saltamos de dieta em dieta (cada uma mais estúpida do que a outra, porque ninguém pode viver eternamente em privação), atacamos todos os comprimidos e cremes milagrosos que existem em perfumarias e farmácias - para emagrecer, para tonificar, para rejuvenescer... enfim, uma canseira que sai caríssima, com resultados praticamente nulos.

Foi exatamente depois de ter esvaziado um frasco de comprimidos que me prometiam um emagrecimento imediato e um creme fantástico que me poria novamente com o rabo dos meus 20 anos, sem que nenhuma destas profecias se tivesse concretizado, que resolvi levantar-me do sofá e dos meus queixumes e ir ao ginásio - já só faltava isso.

Antes do Holmes Place frequentei outros ginásios, mas aquilo não me prendia - gente demais, máquinas constantemente ocupadas, higiene duvidosa e, acima de tudo, pessoal pouco motivado - estavam ali a fazer rotas como quem cumpre uma penitência infindável pelo mais grave dos pecados, pesarosos e antipáticos ou então, desesperados por clientela, inventavam uma série de maleitas da coluna que a nossa postura denunciava e que os Personal Trainer milagrosamente resolveriam...

Um dia o Holmes Place encontrou-me! Um dos gerentes veio ao Campus de Justiça reunir com alguns dos responsáveis pelos organismos da Justiça aqui instalados e pedir para fazerem uma ação de divulgação sobre o ginásio. Encarregaram-me daquilo, e eu lá fui, desconfiada de que era apenas mais do mesmo, só com a diferença de que era mais perto ...
Mas não. Não era assim. No Holmes Place tudo tinha dimensão! Havia espaço, ninguém estava em cima de mim, as máquinas eram constantemente limpas com produtos de higienização, as pessoas acolhiam-nos com um sorriso gigante e simpático e, discretamente, estudavam-nos. Tinham a preocupação de perceber as nossas rotinas, as nossas ambições e objetivos, os nossos vícios, mas sem serem intrusivos. Gostei logo daquilo! Caramba, finalmente… agora é que vai!

Um dia estava na passadeira a correr - eu cá corria como quem se despede porque entendia que aquilo é que me ia por na linha - e eis que à minha frente pára uma das miúdas que costumava andar por ali a fazer a rota do ginásio de manhã. Trazia um sorriso gozão a rasgar-lhe os olhos vivos e um corpo de fazer inveja a qualquer modelo. Caneco!
Pergunta-me porque diabo é que corro todos os dias como quem se despede. Eu, a bufar como um comboio, lá respondo que é para ver se emagreço e fico rija; ela desata a rir... diz-me que às tantas fazia melhor em optar por outro tipo de exercícios - teria resultados mais rápidos e melhores! Espreito-a pelo canto do olho e atiro o barro à parede : " Pois... ficava assim como você, não era?" Ela sorri com verdade: "Não, assim talvez não. Mas acho que ficava bem melhor". E foi isto - a sinceridade crua da pequena, que me fez render de imediato. Não me prometia o impossível, mas prometia qualquer coisa melhor. Foi naquele preciso momento que decidi que eu e a Kika (ou Ana Filipa Gomes) nos tornaríamos uma dupla! A Kika ia ter de me aturar até eu ficar "qualquer coisa melhor". E atura-me. Há 3 anos que me atura com uma inesgotável paciência, o mesmo sorriso rasgado e matreiro, a mesma persistência e convicção.
Talvez esteja qualquer coisa melhor...Acho que sim. Mas acima de tudo, a Kika transformou o sacrifício de ir ao ginásio para ser magra, numa imensa diversão entre queixumes e lamúrias. A Kika faz-me rir, ouve-me, explica-se, reinventa-me - a Kika é uma amiga, com o plus fantástico de saber como fazer para me puxar o rabo para cima!

Foi o Holmes Place que me encontrou, mas fui eu quem resolveu ficar. Tomo convictamente esta decisão todos os dias e … ainda não houve nenhum em que me tenha arrependido!

Marina San Bento
Sócia Holmes Place Parque das Nações há 5 anos

Comece já a mudar a sua vida, aproveite a oferta de 3 dias e um aconselhamento alimentar num clube Holmes Place. Preencha o formulário abaixo.


Gostou deste testemunho? Deixe-nos o seu.

Partilhe com os seus amigos!

Oferta de 3 dias e 1 aconselhamento alimentar num clube Holmes Place

Preencha todos os dados.

Categoria Tags